Uma aula de dança country em Austin, no Texas

Description

Description

Austin, no Texas, EUA

Austin é a capital do estado do Texas e é considerada a capital mundial da música ao vivoRead 'Uma aula de dança estilo country em Austin, no Texas' in English

O que é o Broken Spoke?

No estacionamento deste lugar você já vê sinais de que em pouco tempo pode estar de volta aos anos 60: botas, chapéus de cowboy e cintos com fivelas de metal enormes sãos os acessórios mais comuns por aqui, coisa que não se vê muito mais em Austin. E assim que você abre a porta você percebe que está num dos salões de dança mais antigos e autênticos do Texas. Bem-vindos ao Broken Spoke!

Fomos recebidas pelo próprio dono, James White. Eu já tinha trocado uns e-mails com ele explicando que eu e a Luciana Misura, do blog Colagem, queríamos gravar um vídeo lá e já sabia que ele estava de acordo. Mas quando decidimos ir na última hora num sábado à noite sem marcar nada com antecedência, eu não sabia mesmo o que esperar.



Para a minha surpresa, ele imediatamente concordou em ter nossas câmeras por perto e não só nos apresentou para toda a família (todos trabalham lá) como também nos ofereceu a maior honra da casa: girar a roda quebrada, símbolo do Broken Spoke em si (a propósito, “Broken Spoke” em inglês significa algo como “roda quebrada”: “spoke” é um daqueles pedaços de madeira que ligam o centro ao círculo exterior da roda. E no caso, é o que está quebrado!).

E assim todos pararam para nos ver girar a roda enquanto o Sr White contava histórias no palco e cantava. Sim, aos 77 anos, ele mantém a mesma energia e simpatia que tinha em 1964, quando comandou a construção deste lugar.

Naquela época, o Broken Spoke ficava 1 milha (1,6 km) ao sul dos limites da cidade de Austin. Hoje a área se valoriza a cada dia, com novos edifícios e um comércio revitalizado bem ao lado. E adivinha? A apenas 8 minutos de carro do centro propriamente dito. Tão perto que um morador de Austin poderia até consider parte do centro.

Dança Country no Broken Spoke

Mas nós estávamos ali não só pela história. Queríamos nos divertir. Até que poderíamos tentar contar com a dádiva do sangue brasileiro pra fazer o corpo mexer assim que a banda começasse a tocar, mas não seria muito mais legal aprender realmente os passos? A instrutora é a Terri White, filha do James White. Ela cresceu aqui e hoje suas aulas são tão concorridas que o ideal é chegar com uns 20-30 minutos de antecedência para garantir a vaga.



As aulas vão de quarta a sábado entre 20h30min-21h30min e custam 20 dólares. Você aprende o tradicional two-step e a essência do western, mas a não ser que tenha bastante talento, não espere sair de lá diretamente para concorrer em Se ela Dança, eu Danço. Uma coisa é garantida: você vai terminar a classe com animação suficiente pra continuar no salão assim que a banda começar a tocar e colocar tudo em prática.

No nosso grupo havia uma mistura de casais aprendendo juntos e pessoas sozinhas, na maioria mulheres. Você não precisa ir com mais alguém para participar, mas é legal já ter um par. Pelo menos assim você garante que vai conseguir treinar com alguém.



Após a aula, quando o salão abre de fato, todo mundo dança com todo mundo. Você só precisa ficar parado ali perto e alguém vai te convidar pra entrar no ritmo. Vi alguns homens inclusive convidando mulheres que estavam sentadas nas mesas próximas. É claro que você não precisa ser craque nos passos. Se alguém te convida, ele/ela provavelmente já manja do assunto e vai saber te conduzir.

Pelo que aprendi, as regras básicas da dança country americana incluem manter os dedos dos pés no chão o tempo todo, um pé sempre “batendo” (tipo encostando) no outro e os pares ficam girando no salão no sentido anti-horário (quer dizer, você não dança no mesmo lugar). Mulheres deixam o parceiro no comando. Ele dá o ritmo e com isso até os rodopios ficam mais fáceis.

No salão há também vários clientes frequentes que dedicam algumas noites por mês ou por semana para reviver o country tradicional. Pelo jeito que se movem e pela animação de abrir a pista assim que começa uma nova música, é fácil identificar quem já é de casa.

Diversão no estilo Texas

Lugares como este já foram sinônimo de “Texas”, mas hoje em dia são raridade (ainda mais em Austin). Então, quando você estiver por aqui, esta pode ser uma experiência bem legal. Se você não conhece nada de música country americana, é bom saber que lá só toca isso. Então já vá com a mente aberta. E também, não espere dançar ao som de Carrie Underwood ou Keith Urban. Estou falando do tradicional honky-tonk country americano. Eu não sei quase nada sobre esse estilo e não conhecia uma única música enquanto o pessoal nas mesas ao lado não parava de cantar. E pra dizer a verdade até gostei da experiência.

Logo na entrada do Broken Spoke há uma sala cheia de fotos e objetos dos dias que Willie Nelson, Ernest Tubb e Bob Wills se apresentavam no palco principal. Há também vários itens de celebridades. Quem é fã da música country americana poderia passar uma hora inteira vendo cada detalhe.

A comida por aqui também é bem famosa, principalmente os hambúrgueres e o frango frito (chicken fried steak). Nós estávamos tão preocupadas em fazer a aula direito e depois em dançar e gravar o vídeo que acabamos não vendo o tempo passar. A cozinha fecha às 23h, mas exatamente no dia da nossa visita houve um problema com os fornos e eles tiveram que desligar tudo 15 min antes. Por sorte, depois de tanto rodar tudo o que eu queria era uma água bem gelada, mas a Luciana acabou ficando com fome…



James White não vem mais todo dia, mas quando vem, ele faz questão de cumprimentar a clientela e conversar com todo mundo que puder. Ele é uma espécie de celebridade no cenário honky-tonk do Texas.

Se esta história tivesse acontecido em Nova York, Los Angeles, São Francisco, Miami, etc, duvido que teríamos sido recebidas pelo dono e autorizadas a gravar um vídeo sem ter agendado com no mínimo duas semanas de antecedêcia. Isso mostra o grau de cordialidade que ainda é possível encontrar na moderna cidade de Austin. E também, é uma das razões pelas quais eles superam a concorrência há mais de meio século.

Gostou? Dá um Pin! 🙂

Broken Spoke - Dança country em Austin, no Texas
Broken Spoke - Dança country em Austin, no Texas

E para mais informações, veja também o post da Luciana no Colagem. Ela contou vários outros detalhes da nossa visita e mostrou outras fotos bem legais.

bjs e tudo de bom,

P.S.: Se você não clicou no ícone do Google Maps sobre a foto principal acima, faça isso. O street view do Google está mostrando dentro do Broken Spoke, e não a fachada. Muito legal! Ainda não tinha visto isso!
Broken Spoke - Dança country em Austin, no Texas
Broken Spoke - Dança country em Austin, no Texas

E você? O que achou? Tem mais alguma dica?

Contact

Contact

Informações adicionais

Informações adicionais
  • Observação
    Este post não é em nenhuma maneira patrocinado pelo Broken Spoke, muito pelo contrário. Nós inclusive pagamos os 20 dólares para fazer a aula.
E você? O que achou? Tem mais alguma dica?